Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10201/49536

Título: Os conflitos entre o agronegócio e os direitos das populações: O papel do campo científico
Otros títulos: Conflicts between agribusiness and population rights: The role of science
Fecha de publicación: 2012
Editorial: Universidad de Murcia
ISSN: 1989-4686
1887-1941
Materias relacionadas: 631 - Agricultura. Agronomía. Maquinaria agrícola. Suelos. Edafología agrícola
Palabras clave: Conflitos ambientais
Agrotóxicos
Ciência
Environmental conflicts
Agrochemicals
Science
Resumen: A partir da compreensão de que o modelo de desenvolvimento agrícola impulsionado pelo governo brasileiro coaduna-se e viabiliza a reprimarização da economia imposta ao país pelo mercado transnacionalizado, reflete-se sobre os interesses e as violações de direitos articuladas à expansão do agronegócio, especialmente na produção de commodities. Considerando o modelo de produção químico-dependente, os impactos dos agrotóxicos ao ambiente e à saúde humana são detalhados a partir de pesquisa realizada em região de fruticultura irrigada para exportação no semi-árido do nordeste do Brasil, apresentando dados sobre a contaminação de aquífero e de água para consumo humano, assim como de intoxicações agudas e efeitos crônicos caracterizados em trabalhadores rurais, além da violência contra lideranças comunitárias. Neste contexto debatem-se alguns desafios atuais da ciência, tanto epistemológicos quanto metodológicos, para contribuir na visibilização destas contradições, abrir espaço para o diálogo com a riqueza de saberes dos povos do campo, e avançar na construção teórica e empírica de outras formas de relação com a natureza e de produção de vida e saúde, nas trilhas da Agroecologia.
Summary: Conflicts between agribusiness and population rights: The role of science Based on the understanding that the agricultural development model supported by the Brazilian government is favorable towards and enables the insourcing of the economy―a change imposed on the country by the transnationalized market―the present study looks into the interests and the violations of rights perpetrated in the name of the expanding agribusiness, especially related to the production of commodities. Considering the model of chemical-dependent agriculture, we evaluated the impact of agrochemicals on the environment and human health in a region of irrigated orchards producing fruit for export in semi-arid Northeastern Brazil. Data were collected regarding the contamination of aquifers and water for human consumption, acute intoxications and chronic conditions affecting rural workers and violence committed against community leaders. In this context, current scientific challenges, both epistemological and methodological, were debated to increase the visibility of these contraditions, allow for a dialogue sharing in the extensive knowledge of the peoples of the rural zone, and advance in the theoretical and empirical construction of other types of relations with nature and the production of life and health along the path of agroecology.
Autor/es principal/es: Rigotto, Raquel Maria
Publicado en: Agroecología, vol.7, nº2, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10201/49536
Tipo de documento: info:eu-repo/semantics/article
Número páginas / Extensión: 10
Derechos: info:eu-repo/semantics/openAccess
Matería temporal: 1999-2010
Matería geográfica: Brasil
Aparece en las colecciones:Vol. 7, nº 2 (2012)

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
182911-664901-2-PB.pdf376,7 kBAdobe PDFVista previa
Visualizar/Abrir


Este ítem está sujeto a una licencia Creative Commons Licencia Creative Commons Creative Commons